Qual a melhor opção para um recem-motard?
 Rede MPL:
A mostrar resultados 1 para 15 de 15

Título: Qual a melhor opção para um recem-motard?

  1. #1
    75 cc PedroFernandes's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2007
    Localização
    Carnaxide
    Posts
    32

    Por Defeito Qual a melhor opção para um recem-motard?

    boas

    como não tenho ainda carta de moto, lembrei-me de colocar este topico para os entendidos colocarem os modelos e tipos de motos mais indicados para quem agora esta a dar os primeiros passos.

    Utilitárias, naked, trail, Maxi-Scooters...

    qual a vossa experiencia?
    qual a vossa 1ª moto?

    desde já obrigado pelas vossas respostas


  2. #2
    125 cc Kabe's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2007
    Localização
    Alverca
    Posts
    210

    Por Defeito

    Hum... A minha experiência? Não se pode dizer que seja pouca... Mas está-se sempre a aprender...

    Comecei com 16 anos (tenho 31), nas motorizadas, isto em 1992. Depois de tirar a carta e entrar na universidade, comprei uma Honda CB Two Fifty (250), e com ela aprendi realmente muito do que é andar no trânsito citadino, pois ia para a Faculdade todos os dias de mota, quer chovesse, quer estivesse sol, frio, nevoeiro, etc....

    Após ter juntado mais dinheiro, decidi, em 1997, trocar para a Honda CB500, moto que na altura era um "must" (a Two fifty deixei-a no stand com quase 80.000 Kms). Ainda hoje, a CB 500 é a minha moto actual, tem 110.000 Kms, está num estado irrepreensível, sem um risco (muita gente que a vê não acredita que ela tem aqueles Km's todos, olhando ao seu estado), e com ela tenho feito muitos bons quilómetros. Como gosto de passear em toadas calmas, com a minha "Maria", em belos passeios, a CB tem se mostrado adequada. A próxima a vir será mesmo uma touring (Pan European, FJR, etc.), para ficar com ela longos e bons anos! Como a idade e a vida nos amadurece, a moto agora está mais tempo parada na garagem, saindo ocasionalemente ao fim de semana, ou um dia ou outro.

    Mas no total devo ter para cima de 200.000 Kms em 2 rodas! Mas evoluí gradualmente, e a par com o ter "cabecinha" e respeitar muito as motos, nunca tive qualquer acidente ou queda. É a minha postura e até á data não me trouxe dissabores, e por isso continuarei assim. Vejo a moto como sinónimo de paixão e liberdade, e não como utensílio de vaidade e exibicionismo. Enquanto outros não sentirem as motos desta forma, vão continuar a haver os tais acidentes evitáveis!

    Não critico quem começa com R's e afins. Uma R só anda aquilo que nós quisermos que ela ande. Por isso, qualquer moto poderá ser boa para começar. Apenas tem de se ter plena consciência do que somos, dos nossos limites, e da máquina. Acima de tudo, há que ter respeito por nós, pela motos e pelos outros. Quando assim é, penso que minimizamos muito o eventual risco de andar de moto, independentemente da sua cilindrada ou estilo.

    Mas embora ache, perante a perspectiva anterior, que qualquer moto é boa para se começar, é lógico que aconselho haver uma evolução gradual, para se ganhar experiência, pois a tentação de "abusar", no caso de começarmos com uma moto maior, está sempre presente. E aqui neste caso, apenas há que contrapor com o "ter-se consciência".

    Sempre fui adepto do "equilíbrio"! Equilibrio homem-máquina, se é que me entendem! Quando um dos lados pende demais, poderá tornar-se problema.

    Espero que tenham compreendido o meu ponto de vista! Abraços e boas curvas...

  3. #3
    a pedais martins's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2007
    Localização
    Carvalhos, Vila Nova de Gaia.
    Posts
    10

    Por Defeito

    Não sei se vou ajudar pois a minha experiência em 2 rodas não é muita. Comecei nas Famel, Zundap's e afins,durante mais ou menos 2 anos, sem carta e sem juízo tive sorte porque nunca cai.Tirei a carta de carro e desliguei-me um pouco das motos, mas agora o bichinho voltou. Tirei a carta de moto este mês(AP pois já tenho 25 anos) e comprei uma scooter, uma gilera runner vx 125cm3.Tirei a carta numa CB500 de 98 com apenas 15500km,também ta impec,inicialmente era esta a moto que queria comprar e depois de andar com ela ainda mais, mas apareceu o negocio da scooter e não olhei para trás, quem sabe para a proxima vai a CB.
    Acho que deves comprar a moto em função da utilização que lhe vais dar, eu comprei a scooter porque vou fazer muita cidade e é muito confortavel mas caso contrario tinha optado por uma utilitaria.O que é preciso é ter consciência do que vais fazer com ela andar com cuidado.
    cumps

  4. #4
    125 cc
    Data de Registo
    Jul 2007
    Posts
    120

    Por Defeito

    boas eu tenho pouca expriencia...mas kndo tirei a carta pensei numa cb 500 dizem k e a escola ms procurei mais e axei a bandit 400 e uma mota k anda devagar mas kndo keres e indo ganhando confiança aos poucos podes acelarar k ela anda é um bicho...axo k e uma boa hipotse para ti...

    boas curvas...

  5. #5
    75 cc
    Data de Registo
    Jun 2007
    Posts
    55

    Por Defeito

    Eu quando tirei a carta optei por comprar uma CBR 600F, que ainda hoje a tenho inteira.
    Após tirar a carta os primeiros tempos foi a andar tipo Caracol, para não acontecerem azares, ao final do 1º Ano fiz a minha primeira viagem.
    Depois de tirar a carta o ideal será uma moto tipo hornet, Fz,CBF qualquer coisa assim. Não aconcelho as RR's pois não permitem muitos erros, e quem acaba de tirar a carta normalmente tem pouco experiencia, o que pode levar a que a coisa corra mal.
    Como Exemplo tenho um colega que após tirar a carta comprou uma GSXR 600 e pouco tempo depois iniciou uma viagem a Gois com uns amigos com mais experiencia, ao querer acompanha los, despistou-se e a coisa correu mal, ficou uns meses em coma. Pelo que sei agora recuperou e já tem mota novamente.
    Acho que seja qual for a mota é preciso é ter cabeça e tentarmos fazer uma aprendizagem gradual.

    Qualquer duvida estou ao dispor.

  6. #6
    Moderador PDC's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2007
    Localização
    Matosinhos
    Posts
    2,239

    Por Defeito

    Como já viram, gosto muito das trails pela sua polivalência em geral. São autênticos paus-para-toda-a-obra.

    Sempre gostei de motas, tirei a carta em 96, mal juntei dinheiro. Só em 2004 comprei uma mota, como sempre gostei de trails andei a ver o mercado de usadas e comprei uma Aprilia Pegaso 650 de 99, com 19mil kms, linda linda, com 2 escapes lindos, 2 carburadores e um mono com alma. Meti-lhe mais uns 17 ou 18 mil em cima, quase tudo em cidade... e quando foi para retoma, 2 anos depois, deram-me o mesmo que paguei por ela.

    Faz agora um ano troquei-a pela V-Strom 650, que é realmente excelente, acho que tão cedo não troco de mota (e muito menos de estilo de mota), porque a V-Strom cumpre em tudo, é um autêntico canivete suiço: tanto faço trilhos na Serra de Valongo (com limitações claro, é uma trail e não uma trial), como estou na AE com muito conforto a 160 (...), como passo com facilidade e esgueiro-me no meio do trânsito citadino, como curvo tipo piloto numa estrada de montanha, como faço passeio turístico com pendura bem alapada. Isto com médias de consumo de 5,5 em cidade...

    Só caí uma vez quando experimentei andar em areia com a Pegaso com pouco rasto no pneu, de resto ter a Pegaso "com sono" foi 4 ou 5 vezes...

    Em relação aos outros tipos de mota: gosto de ver R's e pisteiras, mas o desconforto, a posição de condução, a rapidíssima desactualização tecnológica, são factores que nunca me fariam comprar uma. Só se morasse perto dum circuito e tivesse muito papel. Quanto a nakeds e utilitárias: não aprecio a sua estética com algumas excepções (italianas ou japonesas mais modernas), mas como gosto de pisar terra - nem que seja 4 ou 5% da quilometragem - estão à partida excluídas. Choppers nem vê-las, são motas só de aparato e que só fazem sentido por razões estéticas. Turísticas: não faço grandes viagens, além disso são muito grandes e pesadas para serem polivalentes, além de caras.

    Reparem que não desvalorizo os outros tipos, simplesmente é a minha opinião e são razões que me fazem dar preferência às trails.
    Última edição por PDC : 24-07-07 às 13:16:02

  7. #7
    75 cc Slyder's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2007
    Localização
    Natural - Lourinha / Residente - Viseu
    Posts
    45

    Por Defeito

    A minha expriencia... ora bem:

    Comecei com 16 anos e actualmente tenho 30.
    A minha primeira moto foi uma macal minarelli pr6 aos 16 anos e assim que tirei carta comprei uma suzuki GS 500 E .
    Vou-te dizer aquilo que digo a todos que me pedem a minha opinião.
    Vai com calma, compra uma moto usada ( com um preço mais acessivel) fiavel, economica, pouca manutenção e pricipalmente facil de conduzir ( CB 250 ; CB 500 ; GS 500 ; XLR 125 ; Virago 250 etc...).
    Falo-te em uma moto usada porque quando pensares em trocar por outra nao vais perder tanto dinheiro e numa moto mais facil de conduzir porque vais passar por 3 fases que considero um pouco "preocupantes".

    1- A fase do " ja conheco bem a moto e consigo fazer com ela tudo o que quiser" - ERRADO
    Porquê? Porque é necessario algum tempo e principalmente muitos Km´s para ficares a conhecer realmente bem a tua "menina", para saberes o que ela realmente gosta ou não e como se vai comportar numa situação mais complicada.

    2- A fase do "quanto andas é quanto vales" - ERRADO
    Porquê? Porque vales por aquilo que és na estrada, quer seja um simples cumprimento ao motard que se cruza contigo quer seja num simples agadecimento ao condutor do automovel que te facilita a ultrapassagem.
    (isto são só alguns exemplos).

    3- A fase do "se ele faz, eu tambem consigo fazer" - ERRADO
    Porquê? Por 3 simples razões
    a)- Porque ele pode ter muito mais experiencia que tu e sabe realmente o que está a fazer.
    b)- Ele pode ter menos juizo que tu e não se importa se se vai magoar ou magoar alguem.
    c)- Ele pode simplesmente ter muito mais sorte do que tu.

    Digo-te isto porque hoje com 30 anos, olho para trás e vejo que tambem eu durante um periodo de tempo fui um dos que teve muita sorte.

    Portanto vai com calma , tens todo o tempo do mundo para comprares a moto que gostarias tanto de ter .

    Espero ter ajudado
    Cumps
    Boas curvas.
    Última edição por Slyder : 24-07-07 às 13:36:34

  8. #8
    Moderador PDC's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2007
    Localização
    Matosinhos
    Posts
    2,239

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Slyder Ver Post
    Vou-te dizer aquilo que digo a todos que me pedem a minha opinião. Vai com calma, compra uma moto usada ( com um preço mais acessivel) fiavel, economica, pouca manutenção e pricipalmente facil de conduzir ( CB 250 ; CB 500 ; GS 500 ; XLR 125 ; Virago 250 etc...).
    Falo-te em uma moto usada porque quando pensares em trocar por outra nao vais perder tanto dinheiro e numa moto mais facil de conduzir porque vais passar por 3 fases que considero um pouco "preocupantes".
    Sem dúvida um excelente conselho.

  9. #9
    75 cc
    Data de Registo
    Jun 2007
    Posts
    55

    Por Defeito

    [quote=Slyder;3655]A minha expriencia... ora bem:

    Comecei com 16 anos e actualmente tenho 30.
    A minha primeira moto foi uma macal minarelli pr6 aos 16 anos e assim que tirei carta comprei uma suzuki GS 500 E .
    Vou-te dizer aquilo que digo a todos que me pedem a minha opinião.
    Vai com calma, compra uma moto usada ( com um preço mais acessivel) fiavel, economica, pouca manutenção e pricipalmente facil de conduzir ( CB 250 ; CB 500 ; GS 500 ; XLR 125 ; Virago 250 etc...).
    Falo-te em uma moto usada porque quando pensares em trocar por outra nao vais perder tanto dinheiro e numa moto mais facil de conduzir porque vais passar por 3 fases que considero um pouco "preocupantes".quote]

    Apesar de não ter feito um percurso como o do Slyder, tenho de concordar com ele em todos os pontos.

  10. #10
    75 cc PedroFernandes's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2007
    Localização
    Carnaxide
    Posts
    32

    Por Defeito

    boas

    muito onrigado pelas vossas respostas, após tirar a carta, a moto q gostava de adquirir era uma Transalp 650 de 93 a 95, é uma mota fiavel e q se encontra a um preço bom.
    no entanto tb gosto das maxi-scooters e como faço 90% de cidade... gosto mto da Burgman 400...
    a ver vamos... primeiro a carta e ouvir relatos de motards experientes

    abraço a todos

  11. #11
    250 cc NunoS's Avatar
    Data de Registo
    May 2007
    Localização
    Minho
    Posts
    351

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Slyder Ver Post

    3- A fase do "se ele faz, eu tambem consigo fazer" - ERRADO
    Como isto me é familiar.....Numa curva ele foi-se embora e eu lá fiquei a pensar no que tinha feito de errado....

    Citação Originalmente Colocado por Slyder Ver Post

    Digo-te isto porque hoje com 30 anos, olho para trás e vejo que tambem eu durante um periodo de tempo fui um dos que teve muita sorte.
    Já somos dois...


    Acho que uma trail, pela posição de condução, perdoa mais facilmente erros de maçarico do que motas 100% de estrada. Uma Transalp parece ser uma boa opção, mas é como tudo, tanto te matas numa 50 cc, como nessa. É preciso é muito juízo.

    Já alguém disse aqui no fórum, que o "monte" é uma boa escola. Realmente foi o que me deu traquejo para me safar de algumas situações em estrada...

  12. #12
    125 cc Kabe's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2007
    Localização
    Alverca
    Posts
    210

    Por Defeito

    Já agora, poruqe fazes questão numa maxi-scooter? Pela facilidade de condução (visto a maioria não ter caixa manual), pela protecção aerodinâmica, por gosto pessoal, ou nenhuma destas?

    Eu realmente também sou apologista de uma moto de mudanças (caixa manual). E neste aspecto acho que ficarias optimamente bem servido por uma Honda CBF600SA. Um motor fabuloso, oriundo da mítica CBR600F (tetra twincam 16 Valvulas refrig. líquida), suave, bem doseável, estética interessante, ABS, assento e ecrã regulável em altura, bom equipamento, extras q.b., possibilidade de aplicar malas laterais e top case, etc.

    Para começar, era uma muito boa opção. Não só para o dia a dia, mas também para fazer viagens maiores.



    Abraços

  13. #13
    75 cc PedroFernandes's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2007
    Localização
    Carnaxide
    Posts
    32

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Kabe Ver Post
    Já agora, poruqe fazes questão numa maxi-scooter? Pela facilidade de condução (visto a maioria não ter caixa manual), pela protecção aerodinâmica, por gosto pessoal, ou nenhuma destas?




    Abraços
    boas

    não faço questão da maxiscooter, alias a minha preferencia vai para a Transalp, no entanto a Burgman cativa-me pela facilidade de condução, protecção aerodinamica e pelo facto de ser mais baixa , a minha pendura mede 1,64m e eu 1,84m...

    temos q pensar em tudo né??

  14. #14
    75 cc PedroFernandes's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2007
    Localização
    Carnaxide
    Posts
    32

    Por Defeito

    já agora, qual delas dará mais protecção aerodinamica??

  15. #15
    Moderador PDC's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2007
    Localização
    Matosinhos
    Posts
    2,239

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por PedroFernandes Ver Post
    já agora, qual delas dará mais protecção aerodinamica??
    A V-Strom!

    Mais a sério: qualquer Maxi-scooter te protege mais as pernas do vento. Agora, entre Transalp e V-Strom, a segunda leva vantagem em conforto e protecção aerodinâmica.

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  
A Motorpress Lisboa S.A. não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.