IMPORTAÇÃO e legalização de MOTA
 Rede MPL:
A mostrar resultados 1 para 19 de 19

Título: IMPORTAÇÃO e legalização de MOTA

  1. #1

    Por Defeito IMPORTAÇÃO e legalização de MOTA

    Boas caros motards,

    Tenho verificado que existem muitas dúvidas relativamente à importação e legalização de uma mota proveniente de um Estado membro da UE. Infelizmente é um tema que levanta muitas questões, e existe muita informação errada ou desactualizada nalguns forums.


    Importei uma mota da Alemanha o ano passado, pelo que vos deixo o relato da minha experiência, esperando com isso esclarecer algumas almas motociclistas. Para mim valeu a pena por se tratar de um modelo inexistente em Portugal, uma Yamaha RD 250LC de 1981.

    Agradeço que me corrijam caso verifiquem algum erro nos procedimentos de legalização, ou se houve alguma coisa que já tenha mudado desde o ano passado.

    Em 1º lugar, aos olhos da lei, um veículo para importação só é considerado usado desde que tenha mais de 6 meses desde a 1ª matrícula e mais de 6000km. Todos os outros veículos serão considerados novos e sujeitos à aplicação de IVA assim que entrarem em Portugal.

    Na minha opinião é preciso fazer bem as contas para ver se vale a pena todo o trabalho de importação/legalização. Deverão contar com várias despesas para além do preço da mota propriamente dito. Lembrem-se que o facto de ir ao estrangeiro implica pagar deslocação, dormida, alimentação...

    Depois de procurar na net durante uns tempos, finalmente encontrei o que queria, e depois de trocar uns quantos emails, apanhei um avião para a Alemanha.

    Coloca-se então a questão de como trazer a mota de volta a Portugal. Neste caso, decidi que era mais barato enviá-la de camião do que vir a conduzir. Aconselho vivamente optar por uma transportadora género Galamas, a não ser que tenham tempo e dinheiro para vir por aí abaixo a curtir. Assim que entram em Portugal, deverão por lei, apresentar no prazo de 4 dias os documentos da mota numa alfândega, e preencher a DAV - declaração aduaneira do veículo.

    A seguir vão ser necessários três passos fundamentais:

    1- Homologação da mota. Se for um modelo que existiu ou existe em Portugal, é uma questão de ir à marca e pedir a tal ficha técnica. Se não existiu - o meu caso - é necessária uma homologação individual feita no IMTT. Não sei até que ponto existe um certificado europeu de conformidade para motas tal como existe para carros, poupando a chatice da homologação.

    2- Teste de ruído! TODAS as motas, novas ou usadas, estão sujeitas a este teste, que há uns anos era possível fazer no LNEC em Lisboa. Quando eu iniciei o processo de legalização fui informado que o LNEC já não fazia os ditos testes, e que devia contactar uma empresa de Braga, a LTA (http://www.lta.pt/contactos.html). Os testes são feitos principalmente em Braga, e muito ocasionalmente no aeródromo de Santarém, quando o tempo está bom. Dá cá um jeito ir a Braga para quem mora em Lisboa... (http://www.pelicano.com.pt/zp_santarem.html)

    3- Com a homologação, e o teste de ruído feito é tempo de pedir junto do IMTT a matrícula depois de pagar o respectivo imposto. Façam as contas quanto vão pagar aqui: http://www.e-financas.gov.pt/de/jsp-...dorISV2011.jsp

    Atenção que depois de tudo legalizado, ainda há que somar o custo do documento único e o imposto único de circulação (antigo selo). Verifiquem no portal das finanças quanto terão de pagar. Motas anteriores a 1992 estão isentas.

    O meu conselho é o de recorrerem a uma agência de documentação pois poupa-se muito tempo e montes de chatices em burocracia. Quem não puder ou quiser pagar a agência vai penar nas filas do IMTT. Eventualmente vale a pena deslocar-se a um IMTT sem ser em Lisboa por ter muito menos filas e tempo de espera. Eu tratei da homologação individual em Setúbal apesar de ser de Lisboa.

    Resumindo, para além do custo da mota tive como despesas:
    deslocação, dormida, alimentação.......... 250 euros
    transporte da mota para Portugal........... 350 euros
    homologação na Yamaha (paguei para me responderem que o modelo não havia sido homologado em Portugal)....... 100 euros
    teste de ruído da LTA em Santarém........ 160 euros
    homologação individual IMTT................. 150 euros
    Agência de documentação..................... 250 euros
    TOTAL ASTRONÓMICO DE 1260 EUROS!

    Boa sorte na importação e boas curvas
    Imagens anexadas Imagens anexadas


  2. #2
    Moderador ice's Avatar
    Data de Registo
    May 2007
    Posts
    3,220

    Por Defeito

    Em primeiro lugar parabéns pela moto! Simplesmente linda

    Em 2º, uma palavra de apreço para esta excelente e detalhada explicação, com custos e tudo

    É sempre bom termos este tipo de informação.


    Cump.

  3. #3
    Moderador mo7ard's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2007
    Localização
    Alcochete
    Posts
    3,144

    Por Defeito

    Realmente excelente informação, e sinceramente poderá em muitos casos compensar ir buscar mota lá fora... tipo GS... ... obrigado amigo!
    Excelentes curVas...

    mo7ard
    2009 - 2013 . Yamaha XT660Z Ténéré black
    (actual)
    2004 - 2009 . Suzuki GSX750F black

  4. #4
    Moderador Mobius's Avatar
    Data de Registo
    May 2007
    Localização
    Bracara Augusta
    Posts
    2,912

    Por Defeito

    E vou colocar este tópico a sticky! Muito bom!!!
    Go check it out: Go Ruca!!! (if you dare...)

  5. #5

    Por Defeito Site espanhol motas usadas

    Obrigado pelas vossas respostas

    Alguém me consegue explicar porquê é tão difícil encontrar motas com 15 a 20 anos em bom estado no nosso país?

    Verifico constantemente que os modelos usados com uns bons anos em cima estão de uma forma geral em mau estado ou pouco originais. Os que se encontram em bom estado atingem preços exorbitantes.

    Provavelmente já vosso conhecido mas aqui deixo um site espanhol com muitas motas usadas em bom estado. E sempre fica mais perto do que a Alemanha

    http://motos.coches.net/default.aspx

    Abraço

  6. #6
    400 cc MAPMA's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2009
    Localização
    Vialonga, Lisboa
    Posts
    477

    Por Defeito

    Acho que isso tem a ver com o facto de Portugal ter um mercado do motos muito mais pequeno que esses países

  7. #7
    a pedais
    Data de Registo
    Dec 2009
    Posts
    10

    Por Defeito

    Estou com uma dúvida:
    pagas -te ou não a uma agência de documentação?, pois tratar de coisas e pagar a uma agência ( assim não ).
    Fiquei apenas confuso porque 250€ para a agência, mais tudo o resto acho muito caro....

  8. #8
    400 cc MAPMA's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2009
    Localização
    Vialonga, Lisboa
    Posts
    477

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Bregas Ver Post
    Estou com uma dúvida:
    pagas -te ou não a uma agência de documentação?, pois tratar de coisas e pagar a uma agência ( assim não ).
    Fiquei apenas confuso porque 250€ para a agência, mais tudo o resto acho muito caro....
    Normalmente é esse o valor cobrado por esse tipo de agencias, mesmo para carros importados. Atendendo à trabalhaeira e principalmente paciencia que poupas, nem acho caro...

  9. #9

    Por Defeito

    Os 250 euros para a agência foi para eu não ter de ir à alfândega e ao IMTT pedir a matrícula, pois deve ser uma seca. Uma vez na DGV ao pé da Feira Popular cheguei a estar a manhã toda á espera para tratar de um carro. Não sei se hoje em dia está mais rápido.

    A agência tratou da papelada, mas o teste de ruido é sempre o proprietário que faz e como não existia homologação da mota em Portugal tive de a levar ao IMTT para um engenheiro fazer essa homologação individual. No fundo os 100 euros pagos à Yamaha foram para o lixo pois não passaram papel nenhum e só me informaram que a mota não estava homologada.

    É uma questão do modelo escolhido. Um amigo meu trouxe uma hornet há uns anos e foi super rápido, a Honda passou o papel e fez teste de ruído ainda no lnec.
    Há coisas que afinal só pioram com o tempo e com o simplex...

  10. #10
    250 cc NunoS's Avatar
    Data de Registo
    May 2007
    Localização
    Minho
    Posts
    351

    Thumbs up

    Se tiverem conhecidos no país de origem da moto, experimentem perguntar ao representante da marca nesse país quanto cobram pelo certificado de conformidade.

    No meu caso foi a Honda UK. Foi de borla e demorou dois dias a chegar à morada inglesa. Impecáveis.

    Mas já ouvi dizer que a Suzuki UK cobra.

  11. #11

    Por Defeito

    No site das finanças não fazem referência a motas 125. Alguém sabe pormenores da legalização deste tipo de motas vindas do estrangeiro?

    obrigado

  12. #12

    Por Defeito

    ola dm silva,
    qualquer mota mesmo 125 tem de fazer teste de ruído. quanto aos impostos deve pagar muito pouco. por uma 250 julgo ter pago entre 25 a 50 euros, já não me lembro muito bem. Verifica que o IVA foi pago no país de origem caso seja mota nova; usadas não pagam IVA.
    ATENÇÃO: se não estiver homologada em Portugal e sem certificado se conformidade pagas a homologação especial no IMTT 150 aéreos.

  13. #13

    Por Defeito

    Estou mais familiarizado com esta pratica no que diz respeito aos carros.

    No caso das motas quais sao os paises ao nivel da europa em que compensa ir buscar uma nova.

  14. #14
    250 cc NunoS's Avatar
    Data de Registo
    May 2007
    Localização
    Minho
    Posts
    351

    Por Defeito

    Demorou mas a minha está finalmente legalizada. Matrícula nova montada em Dezembro. Grande falta de tempo da minha parte, mas adiante...

    Se comprarem usada, vejam se o dono não se importa de pedir o Certificado de Conformidade Europeia (COC) no país de origem. Como já disse em cima, a Honda UK não me cobrou um cêntimo e recebi-o em dois dias...impecáveis...Já a Suzuki julgo que cobra.

    Teste de ruído foi feito em Águeda, na Abimota LEA, com o meu muito obrigado ao Eng. Paulo Pires que é de uma simpatia e honestidade fabulosas. Certificado dado no dia se puderem esperar pelo fecho.

    Quanto a agências para tratar de papelada...não usei porque me informei do que precisava de fazer e o IMTT e alfândega da minha zona nunca têm grande filas. Digo-vos que se tiverem o COC e a mota for homologada cá, que a coisa é muito simples mesmo....Basicamente comecei no IMTT com o certificado do teste de ruído + COC + fotocópias da praxe + requerimento como indicado no site deles. Pedido carimbado dirigi-me à alfândega onde comprei e preenchi a DAV, passado uns dois dias tinha matrícula atribuída, dirigi-me ao IMTT e finalmente conservatória. Claro que se paga no IMTT e alfândega, mas valores escapam-me, acho que 30€ + 80€...acho...
    Cuidado, têm de dar baixa na alfândega...o teste de ruído ainda pode demorar, simplesmente fiz nesta ordem por razões especiais...

    Quanto a transporte...a minha veio a rolar, apanhou um ferry durante 24h (que foram das mais longas da minha vida....) e depois vim a apreciar a viagem até casa que me demorou umas 7 horas, o que por muito que goste de motos, cansa sempre...faltou companhia. Mais alguém a rolar tinha sido excelente
    No entanto, quem escolher fazer isto, vai precisar de um seguro provisório para apresentar na alfândega como prova. Se for transportada, deve ser cópia da guia e factura ou algo assim, não sei.

    Atenção que a contar da data de atribuição da matrícula têm 60 dias para fazer registo da moto e 90 para pagar o imposto de circulação.

    Quanto a custos (e por alto pois demorou tanto tempo que já não me lembro do valores certos...) acho que depois de chegar a portugal terá sido à volta dos 250/300€. Acresce o ferry 170€, gasolina 50€ (600 km em Espanha e há um ano atrás...) e seguro que no meu caso foram 60€, mas não era um provisório, por isso não sei quanto custaria um desses...

    Se puder ajudar em alguma coisa avisem.
    Última edição por NunoS : 02-02-12 às 04:36:02

  15. #15
    Moderador mo7ard's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2007
    Localização
    Alcochete
    Posts
    3,144

    Por Defeito

    Obrigado pelo teu testemunho, que tenho a certeza ajudará bastante a quem procura esclarecimentos nesta área de compra e venda

    Já agora, algum cuidado em especial na altura da escolha da mota? Como fizeste para tentar garantir um bom negócio?
    Excelentes curVas...

    mo7ard
    2009 - 2013 . Yamaha XT660Z Ténéré black
    (actual)
    2004 - 2009 . Suzuki GSX750F black

  16. #16
    Moderador ice's Avatar
    Data de Registo
    May 2007
    Posts
    3,220

    Por Defeito

    E qual foi a máquina?

    Sem dúvida, um excelente contributo


    Cump.

  17. #17
    250 cc NunoS's Avatar
    Data de Registo
    May 2007
    Localização
    Minho
    Posts
    351

    Por Defeito

    Na boa pessoal Tal como o melocorreia, só quero ajudar outros que estejam a ponderar fazer o mesmo...

    Eu neste momento não estou em Portugal, daí a compra ter sido mais fácil por conhecer o vendedor e poder ter visto a moto com calma. O meu objectivo era mais elucidar sobre o processo em Portugal do que a escolha e compra, mas se puder ajudar, estejam à vontade para perguntar

    A compra de moto usada é sempre um risco, mas aqui existem inspecções periódicas obrigatórias a partir dos dois anos e que serviram para me sossegar mais um pouco. Isso aliado a pontos de desgaste da praxe que verifiquei e que batiam certo com o resto...

    Claro que também a guiei e fiquei satisfeito com o test-drive.

    Trouxe uma Transalp 650 de 2005, mas ainda pré-restyling porque nesse ano a Honda deu uns retoques no modelo (piscas translúcidos e autocolantes de relevo).

    Estou contente com ela, mas por passar muito tempo parada e também por novas circunstâncias pessoais, acho que a vou vender quando o tempo aquecer mas não sem antes combinar algo com a malta ali da zona do Minho e arredores

  18. #18
    a pedais
    Data de Registo
    Feb 2012
    Localização
    Viana do Castelo
    Posts
    12

    Por Defeito

    Ja agora será que me podiam informar qual os custos de mudança de nome e pedido de matricula para uma moto ?
    Mas a moto portuguesa e comprada em portugal.

    obrigado
    bons passeios

  19. #19
    Moderador ice's Avatar
    Data de Registo
    May 2007
    Posts
    3,220

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Shimauki Ver Post
    Ja agora será que me podiam informar qual os custos de mudança de nome e pedido de matricula para uma moto ?
    Mas a moto portuguesa e comprada em portugal.

    obrigado
    bons passeios
    Pedido de matrícula, isso em motos novas é tratado pelo concessionário que a vende. Pagas as despesas que englobam tudo

    Para a colocares em teu nome, nas conservatórias e afins são 60€. Se for um advogado amigo (muito importante) pode levar o mínimo que salvo erro ronda os 35/40€


    Cump.

Tópicos semelhantes

  1. Ajuda na legalização
    By mjbentoc in forum GERAL
    Respostas: 3
    Último Post: 29-07-09, 10:19:40
  2. Importação de motos
    By ulver in forum GERAL
    Respostas: 2
    Último Post: 08-09-07, 19:23:13

Tags for this Thread

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  
A Motorpress Lisboa S.A. não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.